Como evitar alergias em casa: biomédico e arquiteta dão dicas de limpeza e organização

As dicas do Dr. Bactéria e da arquiteta Carina Dal Fabbro são fáceis e fundamentais para combater a propagação de alergias

Outono e inverno não são períodos fáceis para pessoas que sofrem com alergias e doenças respiratórias. O clima seco destas estações traz uma série de complicações para a saúde e, consequemente, afeta o dia a dia de parte da população. A situação pode se agravar ainda mais com a quarentena, já que o acúmulo de poeira em alguns itens da casa também impulsiona as crises alérgicas.

Para melhorar a qualidade de vida nestas estações e também nos outros momentos do ano, é fundamental tomar alguns cuidados tanto na decoração quanto na higienização da casa. A limpeza da poeira nos pisos, móveis e objetos deve ser a prioridade, visto que as partículas são as principais causadoras de alergia em casa.

Por conta disso, selecionamos algumas dicas de decoração e limpeza que te ajudarão a evitar alergias em casa. Confira!

Piso 

O acúmulo de poeira no piso é um grande vilão para pessoas alérgicas. Segundo a arquiteta Carina Dal Fabbro, a escolha de pisos frios, como porcelanato, cerâmica e pedras ornamentais é mais recomendada nestes casos. Isso porque estes materiais são mais fáceis de limpar. Por outro lado, o carpete e os pisos de madeira com cavidades são conhecidos por acumular mais ácaros.

De acordo com o biomédico Roberto Figueiredo, conhecido como Dr. Bactéria, a mistura de um litro de água com dez gotas de detergente e uma colher de sopa de bicarbonato de sódio pode ser uma grande aliada na hora de higienizar o chão. A solução caseira pode ser utilizada para limpar pisos frios, de madeira ou laminados.

Tapetes e cortinas

Os tapetes e cortinas são outro ponto de atenção na casa de pessoas alérgicas. Para as cortinas, a arquiteta recomenda o uso de tecidos de fácil manutenção, como os de composição mista que podem ser lavados com frequência. Além disso, segundo o biomédico, é importante dar preferência às cortinas lisas.

Em relação aos tapetes, alguns materiais também podem reduzir os riscos de alergias, como as fibras sintéticas. As mais aconselhas são: poliéster, polipropileno, rayon, poliamida, vinil e viscose. Além disso, é fundamental que estes tapetes tenham baixa pelagem, já que os felpudos podem acumular mais pó.

Para a limpeza dos tapetes, o Dr. Bactéria indica o uso do bicarbonato de sódio. A substância, que também pode ser utilizada em carpetes, deve ser aplicada por dez minutos. Em seguida, deve-se utilizar um aspirador de pó com o filtro HEPA, que é capaz de reter partículas pequenas. Segundo o biomédico, outros filtros podem jogar as partículas para o ar e aumentar o risco de alergias.

Móveis

Para os móveis, em geral, a recomendação da arquiteta é utilizar materiais sintéticos e de fácil manutenção. As mesas em material composto, como corian e silestone, por exemplo, também são altamente aconselhadas por serem produtos antibacterianos.

Sofás

Os tecidos tecnológicos e de fácil manutenção são os mais recomendados para os sofás, já que alguns materiais também podem ter alto acúmulo de poeira. Em relação à limpeza, a mistura de um copo de água com um copo de vinagre pode é uma opção caseira e fácil que, segundo o biomédico, pode ser utilizada para limpeza destes itens.

Para as pessoas que possuem animais de estimação em casa, o Dr. Bactéria recomenda envolver uma fita adesiva na mão e passar pelo sofá para que os pelos grudem. Outra alternativa semelhante é utilizar uma luva uma luva de borracha e alisar o sofá.

Ursinhos de pelúcia e brinquedos

No caso dos brinquedos e bichinhos de pelúcia, que também acumulam bastante poeira, a arquiteta indica que sejam guardados em estantes fechadas.

Se isso não for possível, a recomendação do biomédico é de limpar os itens de pelúcia quinzenalmente. A higienização deve ser feita com a espuma gerada ao misturar um litro de água com detergente. Em seguida, após passar a espuma no bichinho, deve-se utilizar um pano para secá-lo.

Livros

Da mesma forma que os brinquedos e ursinhos de pelúcia, os livros, que são itens tão queridos, também são conhecidos por acumular pó. De acordo com a arquiteta, uma estante com profundidade de 35 cm já é suficiente para guardar estes livros. Além disso, outra sugestão é utilizar uma prateleira fechada com porta basculante.

A solução de bicarbonato de sódio, detergente e água recomendada para limpar o piso pode também ser utilizada para a limpeza das estantes e prateleiras.

Por fim, conforme mencionado pelo Dr. Bactéria, é importante lembrar que não se deve manipular produtos de limpeza sem luva ou em locais totalmente fechados, afinal, isso aumenta ainda mais os riscos de alergia. Além disso, misturar produtos de limpeza também pode causar intoxicação.

Fonte: Casa Vogue

Publicado na categoria: Dicas Úteis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *